O volume de arroz exportado é quase o dobro do total alcançado em 2021, quando os embarques atingiram 1,14 milhão de toneladas

O Brasil exportou 2,11 milhões de toneladas de arroz em 2022, com receita de US$ 657,4 milhões. Os números foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz), com base em dados do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

Na avaliação da associação, o bom desempenho é resultado do retorno à normalidade no comércio global, com a superação de entraves criados pela pandemia de covid-19, e das ações promocionais realizadas pelo setor em mercados estratégicos, por meio do projeto Brazilian Rice, iniciativa desenvolvida há mais de uma década em parceria com a ApexBrasil.
Em dezembro de 2022, as vendas externas de arroz totalizaram 291,5 mil t, com receita de US$ 89,6 milhões. Em igual mês de 2021, as exportações alcançaram 161,7 mil t, correspondendo a US$ 42,7 milhões.

Arroz beneficiado no ano passado

As exportações de arroz beneficiado, de maior valor agregado, também cresceram no ano passado, chegando a 588,2 mil t, o equivalente a US$ 190,6 milhões.
Em comparação a 2021, os embarques do cereal beneficiado cresceram 34% em quantidade e 14% em valor.Os 10 principais importadores de arroz beneficiado brasileiro em 2022 foram Senegal, Cuba, Peru, Gâmbia, Venezuela, EUA, Holanda, Espanha, Portugal e Argélia.

A participação de Portugal e Espanha também teve destaque no ranking de importadores, com aumento de 39.293 t e 38.188 t, respectivamente. Nove novos mercados receberam o arroz beneficiado brasileiro em 2022: Honduras, El Salvador, Líbia, Quênia, Lituânia, Guadalupe, Omã, Benin e Gabão.